Free BSD

Histórico

O projeto FreeBSD teve seu início oficialmente no ano de 1993, sendo um sistema operacional livre da plataforma UNIX, desenvolvido e lançado em dezembro do mesmo ano pela Universidade da Califórnia, Berkeley (U.C. Berkeley).

O processo de desenvolvimento foi bastante aberto, contando com a colaboração de vários desenvolvedores através de uma lista denominada “lista de committers”. Essa lista corresponde a uma série de programadores que possuem acesso a árvore de fonte central do FREEBSD, além dos usuários do sistema, que ao testá-lo oferecem um retorno fundamental às melhorias do software.

Definição

É um sistema Open Source, ou seja, um sistema operacional livre. Têm similaridade com o Linux, Unix e que trabalha com segurança e confiabilidade, juntamente com servidores de diferentes suportes, requisitos estes fundamentais para qualquer servidor de missão crítica. Entretanto, um dos ramos que mais utilizam este serviço é o tráfego na internet. Por ser Open Source e basear-se no certificado C99, possui critérios de validação de requisitos de segurança e possui também similaridade e apropriação com o padrão TCSEC/B3. Busca assim, ter solidez e mantém os sistemas estáveis no que são adaptados e ainda é compatível com muitas arquiteturas de hardware conhecidas, como por exemplo, Intel i386, i486, Pentium, Pentium Pro, Celeron, Pentium II, Pentium III, Pentium 4 (ou compatível), Xeon, DEC Alpha, Sun UltraSPARC.

O software FreeBSD possui um sistema de instalação conhecido como Sistem Ports, o qual corresponde a uma estrutura de diretórios com arquivos que detalham os requisitos à instalação, modo como se deve compilar o código fonte e o necessário para instalação dos binários que são criados por um pacote do sistema.

Utilização

Este sistema pode ser implantado em vários seguimentos já que a sua base é feita no UNIX, e isto o torna muito “forte”, dando assim suporte para empresas que buscam a garantia de proteção em seus dados. Sendo assim, este sistema pode ser usado em vários ramos, como os apresentados abaixo:

• Roteamento Avançado;
• Sistemas Embarcados;
• Wireless IEEE 802.11 (incluindo Soluções para Provedores);
• Data Center Operations & Certificação TIA;
• Segurança e Firewall;
• Aceleração de Navegação Internet;
• Análise de Risco;
• Monitoramento de Infra-estrutura de TI;
• Correio Eletrônico;
• Subversion (Controle de versões);
• Projetos Avançados de Segurança da Informação (NBR/ ISO 27000).

No Brasil

Existe no país a FreeBSD Brasil LTDA, única empresa atuante da América Latina e Caribe que é especializada em sistemas Open Source e mais diretamente com o FreeBSD.

Esta empresa atua nas áreas de consultoria, suporte, capacitação, desenvolvimento e treinamento em FreeBSD e a promoção do mesmo. Atuante também na Gestão de Segurança da Informação, com análise de conformidade ISO 27002/ 27001, PCI-DSS que são padrões de segurança e com varredura de vulnerabilidade (que tem como objetivo reduzir os riscos em relação aos incidentes de segurança), PenTests e outras práticas de análise de instrução. A equipe de desenvolvimento é composta por committers do Projeto e contribuidores.

A FreeBSD Brasil incorporada à Apple do Brasil trouxe a IDS Tecnologia, localizada em Belo Horizonte que atua desde 2010. Especializada em Mac OS X Internals e que oferece os serviços de consultoria e suporte em produtos Apple, soluções em produtos Apple para o mercado corporativo, desenvolvimento para Mac OS X, iPad, iPhone e iPod e oferece também treinamento e capacitação Apple.

Vantagens

1. O FreeBSD passa por um grande período de tempo sem travar e reinicializar, diferentemente dos sistemas baseados no Windows da Microsoft. Esse longo tempo é chamado de UpTime e significa também que nenhuma atualização de Kernel foi julgada necessária; Uma atualização de Kernel normalmente requer uma reinicialização e reinicia o contador de UpTime.

2. É compatível com muitos sistemas operacionais UNIX-Like, como por exemplo, o Linux, não havendo perda de performance nos programas nativos do FreeBSD enquanto rodam os aplicativos binários do Linux. Dentre estes programas, temos:

StarOffice, a versão Linux do Firefox, Adobe Acrobat, RealPlayer, Oracle, Mathematica, Matlab, WordPerfect, Skype, Doom 3 e Quake 4.

3. Pode ser utilizado em plataformas distintas.
4. Ainda não existem vírus que possa causar danos no uso do mesmo.

Desvantagens

1. Sua instalação não possui ambiente gráfico, o que pode dificultar para o profissional que nunca teve contato com o ambiente Linux.

Comparativo entre o Free BSD e Compiladores

Por ser um sistema aberto (Open Source), o FreeBSD pode ser utilizado em plataformas diferentes, isto é, pode se dizer que quando se deseja utilizar em outros ambientes pode ser usado o processo de BootStrapping, facilitando sua implementação para que possa ser usado em vários ramos pelo qual existe a grande vantagem de ser usado e desenvolvido.

Conclusão

O FreeBSD tomou grande proporção no mercado pela sua enorme importância em seu uso e por seu grande destaque em ser seguro. Isto se deu por conta de seus desenvolvedores terem sempre a preocupação de manter sua atualização e, quando algo novo surge, ele é acoplado a alguma versão estável. Muitos aplicativos utilizados em Linux podem ser executados no FreeBSD, inclusive os que são desenvolvidos de forma binária. Porém isto não funciona para todos os programas. O software FreeBSD também é desenvolvido como microkernel, o que não o diferencia muito das características encontradas numa estação de trabalho Linux.

BIBLIOGRAFIA:

http://www.openit.com.br/freebsd-hb/history.html

HTTP://pt.wikipedia.org/wiki/freeBSD

http://www.free.bsd.com.br/

Tradução do artigo “FreeBSD: The Rock” – Autoria de Marcos Pereira 27/01/2008, última atualização 29/01/2008 cujo endereço eletrônico é

http://www.fug.com.br/content/view/429/60/

http://www.freebsdbrasil.com.br/home.php

Componentes:
Gabriel Daltro - e-mail: rb.moc.oohay|lascu15otibag#rb.moc.oohay|lascu15otibag
Mateus Dourado - e-mail: moc.liamtoh|010dlm#moc.liamtoh|010dlm
Vinícius Gramacho - e-mail: rb.moc.oohay|ohcamargsuiciniv#rb.moc.oohay|ohcamargsuiciniv

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License