BPMN

BPMN – Business Process Modeling Notation

Alexandre C. Malaquias¹, Mariana S. Ferreira²

¹ Curso de Bacharelado em Informática - Universidade Católica do Salvador (UCSAL)
rb.moc.lob|saiuqalam.erdnaxela#rb.moc.lob|saiuqalam.erdnaxela

² Curso de Bacharelado em Informática - Universidade Católica do Salvador (UCSAL)
moc.liamtoh|refnas.anairam#moc.liamtoh|refnas.anairam


1. Introdução
O BPMN – Business Process Modeling Notation, ou em português Notação de Modelagem de Processos de Negócio é uma metodologia para a gestão de processos de negócio que se utiliza de uma linguagem gráfica formada por símbolos organizados em forma de um diagrama, facilitando o entendimento do processo de negócio pelo usuário.
Desenvolvido pela Business Process Management Initiative (BPMI), a sua documentação encontra-se atualmente na versão 2.0 e pode ser adquirida no site www.bpmn.org. Tem como principal objetivo proporcionar uma metodologia que seja de fácil entendimento por todos os envolvidos no negócio, tais como analistas de negócio que criam os processos, os desenvolvedores técnicos que os implementam e os gestores de negócio que monitoram a execução desses processos.

2. Simbologia
A metodologia do BPMN realiza a criação de modelos gráficos de processos de negócio, que são baseados na técnica de fluxogramas e que definem as atividades e os controles de fluxo por ordem de desempenho. Os elementos que compõem este fluxograma são formados por quatro categorias básicas: Flow Objects (Objetos de Fluxo), Connecting Objects (Objetos de Conexão), Swimlanes e Artifacts (Artefatos).

Os Objetos de Fluxo são formados por três elementos:

eventoe.jpg

Tabela 1: Tabela de Objetos de Fluxo.

Os Objetos de Conexão são formados por três elementos:

fluxo.jpg

Tabela 2: Tabela de Objetos de Conexão.

Os Swimlanes exercem a função de organizar atividades que estão em categorias visuais separadas. São formados por dois elementos:

pooli.jpg

Tabela 3: Tabela de Swimlanes.

Os Artefatos são formados por três elementos:

dadosa.jpg

Tabela 4: Tabela de Artefatos.

bpmn.jpg

Figura 1: Exemplo de um fluxograma usando BPMN.
Referência: http://www.svgopen.org/2008/papers/59-SVG_layered_user_interfaces_and_end_to_end_models


3. Relação com a disciplina de Compiladores
A metodologia BPMN não possui nenhuma relação direta com Compiladores, pois os dois se encontram em diferentes etapas da criação de um produto de software. Porém se formos analisar os benefícios da criação e uso de um compilador, podemos co-relacionar um dos seus benefícios com o BPMN, pois ambos garantem maior confiabilidade do produto final a que se destinam.

4. Conclusão
O BPMN otimiza a busca de melhores resultados nas organizações tratando diretamente da criação e análise dos processos de negócio, monitorando de forma rápida e de baixo custo o andamento destes processos, visualizando quem e por que está atrasando determinada atividade e permitindo os devidos ajustes no fluxo das atividades sempre que necessário.

5. Referências
White, A. Stephen. (2004). “Introduction to BPMN”. Disponível em: http://www.zurich.ibm.com/~olz/teaching/ETH2011/White-BPMN-Intro.pdf. Último acesso em 12 de Outubro de 2011.

BPNM - Business Process Modeling Notation. Disponível em: http://www.bpmn.org/. Último acesso em 12 de Outubro de 2011.

Business Process Modeling Notation. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Business_Process_Modeling_Notation#cite_note-bpmifaq-0. Último acesso em 12 de Outubro de 2011.

Rosito, Maurício & Garcia, Rafael. (2010). “Business Process Modeling Notation (BPMN)”. Disponível em: http://www.slideshare.net/adorepump/business-process-modeling-notation-bpmn-2918375. Último acesso em 12 de Outubro de 2011.

Rabelo, J. Ricardo. (2010). “Business Process Modeling Notation - (BPMN)”. Disponível em: http://www.slideshare.net/adorepump/business-process-modeling-notation-bpmn-2918366. Último acesso em 12 de Outubro de 2011.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License